Testo della canzone Hoje Sou Trovão, Pt. 2 (Fresno feat. Rashid & Caetano Veloso), tratta dall'album Hoje Sou Trovão, Pt. 2

Hoje Sou Trovão, Pt. 2 - Fresno feat. Rashid & Caetano Veloso

Hoje eu sou trovão

A sós no tumulto, eu oculto
Estopim do reduto, luto
Antes o luto que assombra feito vulto
Aos que ousaram ser livres, meu tributo
Puto quando eu mesmo dificulto
Até tu, Brutus
Mas não tem a ver com fama
E seus 15 minutos
Senão sua voz inflama e liberta tipo indutos
Vamo'

Não viu o mundo com fome, me diz
E a gente preocupada alimentando redes
Vi na vida um arcade
E meus heróis são meio Blade
E meio Luke Cage
Continuo com sede
Meu caminho segue sem atrito com a verdade
Eu acredito na novidade
Meu grito é o trovão que vem pra anunciar
A chegada da tempestade

Quem dera eu pudesse um dia
Ah, suspenso no tempo e são
Hoje eu sou trovão

E se o sumo assoma, tipo Leci
Contra o preconceito que o padrão leciona
Desvio que redireciona a dor
A ponte que relaciona a vitória com o trabalhador
Mas empurrando com a barriga a montanha não move
Difícil que a fé se renove
Quase 2020
Invés de carro voando, o que vejo aí
É uma mentalidade do século 19

Em qual buraco de minhoca o mundo se meteu
Se inverteu, toma que o filho é teu
O progresso é uma nave que arremeteu
A falta que o filho da mãe do juiz não deu
Só que esse jogo é meu, eu complico
Calado eu não fico, mandamo no bico
Rua mumifico, valor multiplico
Eu vou comer desse pão e tacar fogo no circo

Eu vejo tanta harmonia
No meio dessa confusão
Hoje eu sou trovão

Isso é revolução
É Vênus e Marte em total conjunção
Isso é revolução
Mulheres e homens em igual condição
Isso é revolução
Comida no prato pro povo sofrido
Isso é revolução
Seu grito calado vai ser ouvido
Isso é revolução
Liberdade pra amar quem a gente quiser
Isso é revolução
Mesmo sem motivos, eu não fico a pé
Isso é revolução
No meu horizonte o cenário é sombrio
Isso é revolução
O que importa é saber que eu não estou sozinho

A minha voz se fez clarão, me mostrou o caminho
O mundo vai te triturar se ousar sonhar sozinho

2018, irmão
Não existe mais tempo, não
Gritar contra o vento em vão
Não acalma furacão



Credits
Writer(s): Michel Dias Costa, Lucas Silveira, Thiago Guerra
Lyrics powered by www.musixmatch.com

Link

Disclaimer: i testi sono forniti da Musixmatch.
Per richieste di variazioni o rimozioni è possibile contattare direttamente Musixmatch nel caso tu sia un artista o un publisher.

© 2021 Riproduzione riservata. Rockol.com S.r.l.
Policy uso immagini

Rockol

  • Utilizza solo immagini e fotografie rese disponibili a fini promozionali (“for press use”) da case discografiche, agenti di artisti e uffici stampa.
  • Usa le immagini per finalità di critica ed esercizio del diritto di cronaca, in modalità degradata conforme alle prescrizioni della legge sul diritto d'autore, utilizzate ad esclusivo corredo dei propri contenuti informativi.
  • Accetta solo fotografie non esclusive, destinate a utilizzo su testate e, in generale, quelle libere da diritti.
  • Pubblica immagini fotografiche dal vivo concesse in utilizzo da fotografi dei quali viene riportato il copyright.
  • È disponibile a corrispondere all'avente diritto un equo compenso in caso di pubblicazione di fotografie il cui autore sia, all'atto della pubblicazione, ignoto.

Segnalazioni

Vogliate segnalarci immediatamente la eventuali presenza di immagini non rientranti nelle fattispecie di cui sopra, per una nostra rapida valutazione e, ove confermato l’improprio utilizzo, per una immediata rimozione.