Testo della canzone Na Rota da Ambição (Edi Rock feat. DBS & Túlio Dek), tratta dall'album Contra Nós Ninguém Será

Na Rota da Ambição - Edi Rock feat. DBS & Túlio Dek

Negão, negão, negão, traga pra mim
Tudo aquilo que faz nos seguir
Edi é o mostro da norte é que diz
É tuilo dek é dbs
Negão, negão, negão

Se firme no dot
Segue ligado no toque
Pode marca o slot
Só não esquece os malote
O trem da meia noite já passou a muito tempo
A rua ta vazia e só consigo ouvir o vento
Enquanto o bride já consegui mais de mil pensamentos
Pra poder manter a calma e acabar com esse tormento
Esses sonhos tão distantes projetados no escuro
Refletem nossa alma tão incerta do futuro
Se o bagulho aqui é treta as mala preta as gaveta
As quadrada as folgada os bandido de espoleta
Os que canta a roda o grosso com o nariz de palhaço
Não aprenderam a engatilhar e já querem dar um passo
Que não sabem, nunca soube e que nunca vai saber
De rolé de gto ou de carrera gt
Uma taça, um onde laia, respirando o saci caia
Enquanto a lua cheia vai clareando a praia
Uns corre uns morre ficam no caminho
Na rota da ambição, não é bom anda sozinho
Um ninho de cobra embaixo da sobra
Os milho as pinga as coisas a obra

Traga pra mim
Tudo aquilo que faz nos seguir
Edi é o mostro da norte é que diz
É tuilo dek é dbs
Negão, negão, negão

Tipos como esse por aqui tem de montão
Que fala pa carai e ninguém da atenção
Não, não vai mudar isso existe a muito tempo
Quando muda o mundo cai eu lamento
Os cara arrogante, os cara pé de breque
Os cara que cresceram mentindo desde muleque
Os cara que assalta, os cara que trafica
Os cara que na mãe lealdade dá mo bica
Reflita no que hoje é importante
Ser visto e ser lembrado, carência fonte
Carência de amor, carência de carinho, carência de fé de na conta uns milhãozinho
Carência de mulher, carência de gasta, carência de ir pro hawai pra surfar
Tem aqueles que querem, aqueles que sonham, tem aqueles que olham, aqueles que envergonham
Tem aqueles que gelam quando chega a hora tal, esquece que o passado sempre volta pra cobrar

Traga pra mim
Tudo aquilo que faz nos seguir
Edi é o mostro da norte é que diz
É tuilo dek é dbs
Negão, negão, negão

É pra poucos nego
Desistiu nois intende
Só a vida que checou os que chegou já não vê
Hoje eu sei o que servi vocês me entendem
Tem champanhe só se servir no freezer
Persistiu vi progresso ei os meu irmão vê o ciclo
Persisti vi progresso
Diga meus mano
Só começo, tão pronto pra expansão de exposição a todo preço

Traga pra mim
Tudo aquilo que faz nos seguir
Edi é o mostro da norte é que diz
É tuilo dek é dbs
Negão, negão, negão



Credits
Writer(s):
Lyrics powered by www.musixmatch.com

Link

Disclaimer: i testi sono forniti da Musixmatch.
Per richieste di variazioni o rimozioni è possibile contattare direttamente Musixmatch nel caso tu sia un artista o un publisher.

© 2021 Riproduzione riservata. Rockol.com S.r.l.
Policy uso immagini

Rockol

  • Utilizza solo immagini e fotografie rese disponibili a fini promozionali (“for press use”) da case discografiche, agenti di artisti e uffici stampa.
  • Usa le immagini per finalità di critica ed esercizio del diritto di cronaca, in modalità degradata conforme alle prescrizioni della legge sul diritto d'autore, utilizzate ad esclusivo corredo dei propri contenuti informativi.
  • Accetta solo fotografie non esclusive, destinate a utilizzo su testate e, in generale, quelle libere da diritti.
  • Pubblica immagini fotografiche dal vivo concesse in utilizzo da fotografi dei quali viene riportato il copyright.
  • È disponibile a corrispondere all'avente diritto un equo compenso in caso di pubblicazione di fotografie il cui autore sia, all'atto della pubblicazione, ignoto.

Segnalazioni

Vogliate segnalarci immediatamente la eventuali presenza di immagini non rientranti nelle fattispecie di cui sopra, per una nostra rapida valutazione e, ove confermato l’improprio utilizzo, per una immediata rimozione.